12/05/2009

Amor no campo.



Manhã de sexta feira, no sítio de seu Manoel...

Ele: 1,80, 80 Kg, malhado, culto, inteligente, formado, vivia em um dos bairros mais interessantes da cidade. Chamava-se Marcio.

Ela: Uma moça simples, do campo, alfabetizada por sua mãe, sua pele rosada, com seus vestidos e sua voz tímida. Estes atributos faziam dela garota encantadora.

Conheceram-se em uma das viagens dele a trabalho. Ele queria fotografar, os animais, o campo e o estilo de vida dos que residiam ali. Ao direcionar sua câmera entre os cavalos no curral o "click" foi direto a ela. Admirado com sua beleza se aproximou e perguntou:

Ele: Qual seu nome, linda?

Ela: Meu nome é Maria das Graças, disse ela com seu sotaque caipira.

Antes que ele lhe dissesse “muito prazer” ela saiu correndo, com seus longos cabelos ao vento direto pra casa.

Uma noite estrelada, lua cheia e brilhante, nos pensamentos de Maria só tinha espaço para Marcio, imaginando em seus sonhos de menina seu príncipe encantado. Ele, ao revelar suas fotos, percebeu o quanto ela era fotogênica, seus traços de garota do campo davam leveza as imagens, transmitindo paz e tranqüilidade.

Cheia de esperança, Maria pulou a janela de seu quarto e seguiu em direção ao local onde encontrou Marcio pela primeira vez. Perfumada, pois tinha ganhado uma água de cheiro de seu padrinho no aniversário de 15 anos, não deu espaço para o medo e foi atrás do rapaz bonito, tentar descobrir qual era o significado da palavra amor.

Chegando ao lugar, uma lágrima caiu de seu rosto por não ter encontrado seu príncipe. Arrasada, deu meia volta, com o rostinho olhando pro chão se surpreendeu quando ergueu sua cabeça. Lá estava ele, sorrindo pra ela, se aproximando, tocando em seu rosto, e em seguida, seus cabelos. E então, ele a beijou.

Momento mágico para Maria, estava experimentando pela primeira vez o sabor de um beijo, suas pernas tremiam, seu corpo esquentava. Ele, com seu forte abraço e beijo quente, deitou Maria entre a palha e a possuiu.

Maria quis viver aquele momento, pois em seu coração dizia para seguir em frente, não se importava se seria a ultima vez ou a primeira de uma longa historia de amor, mas descobriu o que era esse tão falado sentimento e o que ele proporcionava.

Fim.