25/01/2010

A outra face do Amor..


Não há como definir o Amor, sentimento de igualdade a dor, que causa medo, receio, sensações diversas entre saber, entender, sentir, viver, não-viver..

Como pode uma palavra tão pequena nos causar tantos sentimentos?!

Quando o assunto é Amor já pensamos em sinônimos de felicidade, atos de fidelidade, união eterna.. mas e o lado oposto?! O lado nostálgico que causa grandes confusões por dentro, sensações que, até mesmo, para decifrar é difícil ou impossível.

Aquele aperto no peito por não tê-lo, mesmo aqueles com o dom de aceitar perdas, ansiedade de vê-lo, mesmo que de longe, dor por perder, de saber que não é mais pra você.

Aceitar é fácil, difícil é conviver.. e não me digam que maturidade tem há ver com isso.
No amor não há idade, raça ou classe social que diferencie estatísticas de como agir, como você irá prosseguir.

O amor é multifacetado, é tirania, sobrecarga que desgasta, que irradia a ira. É sensação cair de um abismo e acordar no momento exato. É soluçar com dor ao chorar. Cegar os olhos a realidade, calar a vontade de gritar e ouvir sem merecer. É passar fome estando com a dispensa cheia é cair no rio e sentir cede. É padecer sem causa de enfermidades. É maldição que atormenta o bem estar.

Como borboletas sem asas, cavalo sem patas, amor é uma droga com suas alucinações que nos devoram sem percebermos.

Será mesmo mentira essa variedade de comportamentos?!

Acima notifico o outro lado da moeda, ou melhor, do amor. A vida a dois desgastada, quando o amor não acaba e se torna singular ele maltrata.

Amor é indefinível, e eu não disse nem uma só palavra sobre isso!

Que sem ele a vida não teria sentido, direção ou caminhos.. seria vazio!

Amor.. cada pessoa com sua maneira de senti-lo, demonstrá-lo, é como filosofar entre viver ou existir.
Sem ele não estaríamos aqui, afinal, quem nos criou foi por Amor e nos ensinou a amar o próximo.

Contraditório minhas palavras, não?! Mas não há como resumir em um curto espaço de linhas o amor de uma maneira que expresse o auge da palavra.

É como diz Shakespeare: “Pobre é o amor que possa ser descrito”.

Termino por aqui receitando que você Ame.. primeiro seu espelho, depois prepare-se para compartilhar.

19/01/2010

Não sei mais quem é você - Poesia

Queridos e queridas,

As vezes me meto a poetiza. Apenas momentos
que passo em claras acordada sem pressa de dormir,
ou por não conseguir.
O que escrevo as vezes sinto, outras imagino,
pode ser que já tenham sentido
ou seria mais uma historia de menina.
Obrigada por lerem.

E beijos..


Em noites claras vem me ver
Ouço o ruídos e sussurros de você
Sem avisar, surge em meu olhar
Invade-me os pensamentos a me atordoar

Aos soluços deixa-me com sono
E quando acordo quero fenecer
Não quero amar você
Me faz padecer, me faz enlouquecer

Meu coração aperta, para, dispara
Nessas horas solitárias me acovarda
Como me livrar de você, te esquecer
Como não sonhar com você a toda hora

Sinto o chão se abrir, a terra parar
Eu tento, mas não consigo me libertar
Fico em silencio sentindo seu toque
Mas não é você, é só o meu querer

Sinto-me presa, sem saída
Em mim escravizo minha ira, minha agonia
Não sei se passou, se voltará
Não sei mais quem é você, o que pensar.




Escrevi esse poema em meu ex-Blog "Meus Momentos em Poesias", 
que fechei dia 18/05/12, sei lá porque... 


14/01/2010

Há males que vem para o bem!

Vivian, sempre atrasada saia de casa para suas rotinas diárias: Trabalho, academia, curso, dança, namorar ...

Com uma vida administrada em um curto espaço de tempo, às vezes, acabava atropelando seus horários e se enrolando a contratempos.

Dia desses, ao sair do trabalho, seu carro estava sendo guinchado por estacionar em local proibido. Sem alternativa foi caminhando até uma academia, onde encontrou pelo caminho uma carteira sem documentos, apenas R $ 859,00.
Algo que quebrou o galho!

Saindo da academia encontra sua amiga Carol, que lhe deu uma carona ao curso, no meio do caminho, em um cruzamento, batem o carro para o atraso de Vivian. Nada grave diante do que poderia acontecer uma alguns quilômetros uma diante, afinal, não sairiam do transito em menos de 3 horas sem água nenhuma radiador.

Uma lanterna não custa um tempo precioso perdido e um motor travado.

Indo pra casa "de ônibus" resolve passar na casa de seu namorado Felipe, chegando o encontra aos beijos com sua melhor amiga, Kátia. Indignada e arrasada, respirou fundo e virou as costas sem dar oportunidades para explicações de ambos.

No caminho de casa encontra um velho conhecido da escola, lhe dirigindo um surpreendentemente "Oi, como vai?"

Parou por alguns segundos pensando: Nossa, será que é ele mesmo? Como mudou, esta bonito, como ficou alto, forte. Será que é comigo?! Meus Deus, que voz é essa .. E esse perfume?!

Conversa vai, conversa vem, de uma amizade de infância se tornou com alguém muito importante que viveu seus melhores momentos desde a infância, com uma pausa na adolescência e reencontro estonteante.

Seu ex-namorado Felipe, depois de 5 meses morreu de overdose, sua amiga Kátia se encontra nos bares suplicando por mais uma dose.

Nada é por acaso "Sem essa de que tudo esta escrito", a vida nos prega peças que, de início, não entendemos o porque, mas sempre há trajetos inexplicáveis que somos obrigados a seguir. A vida nos guia sem sabermos como, quando ou será. O melhor é confiar nos que sempre tem alguém mostrando o caminho.

03/01/2010

Eu aprendi...


...Que desprezar um humano é desfavorecer a natureza, somos fardos de um mesmo inicio dos tempos.

...Que se unir a alguém que não nos convém é destruir um destino favorável ao sucesso.

...Que o amor é para quem sabe amar, do contrário poderemos enlouquecer. Será mesmo que o amor nasceu pra todos? Quando um só ama não basta!

...Que o tempo é o autor de um final perfeito, sem o tempo não há historias.


...Que a perfeição não existe, apenas que você olhe para o céu.


...Que a vida é única no presente, que o melhor é aproveitar o agora, outra chance poderá ser dura de mais.

...Que quando a felicidade é descartada, ela bate em outra porta. Serve também para o amor.

...Que oportunidades são únicas, sempre terá um próximo na fila.

...Que eu tenho o dom da escolha, que podemos, sempre, fazer algo para melhoria.
São opções de caminhos.

...Que sempre estamos em busca da tranquilidade e quietude, mas ela não existe, ao menos que você passe dessa pra melhor.

...Que a estabilidade é algo como a recompensa, e o melhor é conquistá-las um pouco antes.