31/03/2011

O amor mata?


Arison vivia correndo riscos, adorava esportes radicais, de sentir a adrenalina a cada salto de pára-quedas. Tinha sorte também, das vezes que participou de rachas de carro, muitas vezes se chocou diante de muros, postes, arvores e carros que também participavam, e sobreviveu.

Recuperava-se muito rápido das fraturas, uma perna quebrada não o detinha de pular de bungee jumping, mesmo depois que um dia a corda se romper e ele cair no mar. Nem uma espinha quebrada não era problema para surfar, mesmo que um dia tenha quase se afogado, escalar montanha também era uma paixão.

Asa delta era o ápice do seu prazer em se arriscar, não sabia o que era frio na barriga, mas adorava a sensação do vento em seu rosto. Uma vez quase quebrou o pescoço fazendo trilha de moto, mas teve sorte de só ter quebrado os dois braços.

 Ele não tinha medo da morte, não tinha medo da dor, nada o impedia de se aventurar. Até um dia chegar em casa e sua namorada dizer que não dava pra continuar, que queria terminar. Ele sentiu uma dor tão grande no peito e morreu de infarto na cama em seu quarto.

29/03/2011

Selinho da Pri pra ti..

Eu queria escrever algo antes, mas minha madrugada em claro não rendeu nada desta vez. Ontem passei o dia na rua resolvendo “pepinos”, quando cheguei em casa dei uma passada rápida por aqui, mas estava tão sem ânimo para a Net e resolvi deitar.
Rolei para cá, rolei para lá, li um pouco, ouvi músicas, e nada do sono surgir. Mas, enfim..

Ganhei um Selinho da encantadora e inteligente Adri do Blog Caixinha da Adri (visitem, vale a pena). Eu já disse antes, aqui, que as vezes eu ganho presentes, mas é difícil eu postar por minha preguiça me deixar egoísta e meu tempo me deixar desligada, mas adoro recebê-los.


E indico para algumas das pessoas que adoro e admiro, sorrio e reflito.



Perdoem-me por não indicar todo mundo, da próxima terá mais gente.

Beijos meus..

25/03/2011

Uma dose de liberdade..


Ser escravo do homem é árduo, mas ser escravo de si próprio é penoso. Quando se leva a vida a atuar na era vivida, recorrente aos princípios do aprendizado ou conseqüências inevitáveis.

O que há de melhor que a liberdade?! De andar com a cabeça elevada e os braços soltos na modernidade cristã e na compostura do homem. Ser dono dos nossos próprios pensamentos e tatuar na carne o que a gente sente, come e realiza.

Não na liberdade que se vê, aquela de se fazer o que quer, ir de um lado para o outro e se movimentar, mas a liberdade interior que procede o fato de não ter empecilhos para praticar nossa consciência e de agir de acordo com ela.

A liberdade custa caro, por ter que honrar nossa palavra que tem o nome de responsabilidade. Mesmo que, com isso, fugimos da liberdade, ser livre é viver o tempo que nos resta nos dias de hoje, aproveitando as conquistas de si próprio e a independência.

A ignorância, a fraqueza, são os piores obstáculos quando não associamos nossa era das nossas vontades. E por não saber escolher, deixar a desordem dos pensamentos influenciarem nas escolhas.

Quanto ao amor, se relacionar não significa se fechar para o mundo, a liberdade individual fortalece as atitudes conscientes, duradouras e satisfatórias. Duas vidas diferentes se somam, não se privam, dão espaços para, no mínimo, respirar.

20/03/2011

Palavras ao vento..


A indiferença pode ser uma arma quando usamos desnecessariamente. Quando dissemos que o desprezo é a melhor coisa sabemos a tamanha mágoa que despertamos na “vítima”.
***

Viva a desigualdade de pensamentos, sou a favor da opinião própria! Se o mundo pensasse igual o que teríamos a dialogar?Jogaríamos palavras ao vento, nem mesmo existiria o “não”.
***

O tempo tem o dom de cicatrizar, nós temos o dom de não nos deixar machucar. O segredo esta no começo de tudo, de conhecer a vida e aceitá-la.
***

Viver também é chorar, sofrer e sangrar, o ser humano não esta preparado para receber bênçãos desde o começo de sua vida, eles se tornariam os piores dos animais.
***

O amor e suas faces nos tornam simultâneos, onde o futuro é incerto e tudo depende de como vamos encarar.
***

O coração é delicado e às vezes potente, há feridas mal curadas cujas fontes deste desatino são cicatrizes recorrentes, apenas ocultas. Como pode, em alguns, serem a fonte da maturidade, depende de como vamos nos comportar diante de uma dor.
***

Otimismo pode estar ligado a capacidade, se achar que deve, sabe e é capaz, entre pra ganhar. Lamentar antes dos fatos acontecerem é tolice, arrisque sem medo e recue quando não deve.
***

Mudando de assunto:
Parabéns a nós, pelo nosso dia!!!
Beijos meus.

16/03/2011

Protesto – Moradores vizinhos do Rodoanel Jacú Pêssego.

Ato público














Hoje os moradores dos bairros vizinhos ao Rodoanel Jacú Pêssego fizeram protesto denunciando o não acabamento das ruas, apenas a pista central finalizada deixando ruas danificadas, casas rachadas, sinalizações inadequadas, passarelas improvisadas sem segurança, escolas e bairros isolados, trazendo grandes prejuízos a população local.

Combinaram no horário de pico para fechar a Ragueb Chohf com direitos a gritos “O povo unido jamais será vencido”, eu estava passando com meu irmão, tivemos que parar para escutar suas denuncias. Como ninguém conseguia passar, todo mundo gritando e xingando até a mãe de cada protestante, eu desci do carro e fui ver de perto.


Esta certo que todos que estavam passando pela avenida estavam cansados do dia ou atrasados para ir trabalhar, mas podemos compreender  essa forma de chamar atenção da prefeitura para tomarem uma atitude sobre isso.

Eu me lembro do inicio dessa obra, como as ruas ficaram, os comércios e residências foram tomados pela sujeira, poeira e esgotos a céu aberto provocando problemas de saúde para aqueles que conviviam por ali.

Próximo a escola

A inauguração facilitou em alguns casos, tirando 50% dos caminhões da avenida, mas dificultou a vida dos moradores da região, sem contar das famílias obrigadas a deixar o lar para a construção da avenida. Os bairros viraram um caos, segundo eles, os moradores ficaram sem opções de trajeto, tendo que percorrer 6 km para retorno, tanto em uma via como na outra para ter acesso a avenida dos seus destinos.

Eu nunca estive em um protesto de perto, não contive a vontade de filmar a bagunça, vejam um pedacinho do que houve. No primeiro vídeo eu grito "Hurrul".. rs rs.


13/03/2011

Touché..

De dia..
 
Ela: Amor, faz tempo que não saímos, não agüento mais ficar em casa, vamos naquele bar que costumávamos ir?
Ele: Você viu minha cueca azul marinho?
Ela: Ou podemos ir naquele restaurante que servem um vinho ótimo.
Ele: Onde está meu sapato preto?
Ela: Ir ao cinema ou ao teatro..
Ele: Qual gravata devo usar, listrada ou lilás?
Ela: Podemos viajar nesse final de semana, o que acha?
Ele: Beijo, amor, devo demorar um pouco, até mais tarde...

De noite..

Ele: Oi, querida, o que temos para jantar?
Ela: Amor, vestido preto ou vermelho?
Ele: Onde você vai?
Ela: Pega minha sandália prata pra mim, por favor.
Ele: Você vai sair com quem?
Ela: Me dê as chaves do seu carro, o meu esta no conserto.
Ele: Meu carro, você ficou maluca?
Ela: Beijo, amor, estou saindo pra curtir a noite com alguns amigos. Tem comida na geladeira, é só esquentar no microondas. Não faça bagunça e não precisa me esperar acordado, pois amanhã você tem reunião cedo.
Ah, por favor, lave a louça que você sujar e dê comida ao cachorro.
Até mais tarde..

08/03/2011

Não tem o que fazer? Faça um vídeo..

Amores,

Minha Net anda de mal comigo por esses dias, me deixando de castigo, entediada e, consequentemente, de mau humor.

Finalmente, eu acho, agora as coisas se normalizaram, a conexão esta ótima e meu humor também.. =)

Volto trazendo um vídeo meu, com a música “Construção” com Ney Matogrosso, para quem gosta. É simples, pois isso dá muito trabalho, mas acho que ficou bonitinho.. Rs.

Um beijinhos pra vocês e Parabéns para nós, Mulheres.