27/03/2012

Às vezes - Poesia

Olá, amores,

Por falar em poesia, hoje escrevi "Às vezes" ao som de Tool – Right in Two no replay, porque quando eu gosto eu vicio e quero sempre até enjoar..
de ouvir as tais músicas (rs).
Mesmo que eu só consiga ouvir, essa, por exemplo,
até o 5° minuto e voltar..

Espero que gostem ♥



Às vezes sinto seu cheiro por onde passo
Quase um sabor toca-me a boca
Confundo tua voz em sussurros do vento
Lembranças de seu beijo me cessam os passos

Às vezes volto em silêncio, de olhos fechados
Regresso trazendo afáveis momentos
Vejo-me em lugares por onde passamos
Vejo-me em lugares que nunca estivemos

Às vezes te sinto chegar de mansinho
Por quase um minuto suplico teu abraço
 Tento esquecer, sustar minha saudade
Não tardo em estar novamente ao seu lado

Às vezes preciso deixar-me envolver
Saciar um pouco de minha vontade
Ir onde encontro você, em qualquer lugar
E assim me deter e não deixar-me entregar


Escrevi esse poema em meu ex-Blog "Meus Momentos em Poesias", 
que fechei dia 18/05/12, sei lá porque... 


3 comentários:

Tetê disse...

Oi Pri, segui a moça e fui ler seu poema. Só não comentei lá porque tem as palavras de confirmação e eu não sei o porque, mas não aparece as opções de identificação e nem o botão de enviar o comentário. Todos os blogs que têm confirmação de palavras acontece isso e eu não consigo mais comentar... Mas eu fui lé, li e o que tenho a dizer? Uma pena que seja só às vezes... devia ser sempre! Bjks Tetê

Priscila Rodrigues disse...

Ah, Tetê, fico feliz por vc ter lido.. Eu tbem lamento de ser só as vezes, rs.
Obrigada, amoura, vou tirar a confirmação de palavras, foi o blogger que fez isso.

Bjão pro cê.

Everson Russo disse...

Uma bela quinta feira pra ti minha amiga, muita paz, versos e flores...beijos