16/06/2012

Amor rasgado




Invejo teus anos felizes no subúrbio com aquela puta
Tenho raiva do passado, das mentiras despontadas
Do que eu podia fingir em ser pra você
Das vezes que deixei de te mandar ir se fuder

Tenho ódio de todo meu amor casto, insano e maldito
Ódio desse amor desmedido, bandido e profano
Amor intruso, amor contuso, amor banido e abjeto
Amor despojado, amor refutado, amor injusto e nefasto

Invejo teu segundo casamento com aquela outra puta
Tenho raiva da santa de saia curta e buceta hirsuta
Da tua mania de achar que é príncipe encantado
De você ter fugido com meu único cavalo e me deixado

Odeio tua boca que dizia me amar, que me beijava por inteira
Odeio ser o teu passado, ser teu álbum de fotografia descorado
Enojo teu arrependimento, tuas suplicas de volta, teu corpo imundo
Odeio teu amor, minha dor, teu mundo, meu amor, tua dor, nosso rumo

12 comentários:

Lindalva disse...

estou extasiada... a imagem nos paralisa e o texto nos prende... Nossa amiga Pri... isto é o que chamo de um amor rasgado e uma alma ferida... Um beijo terno para abrandar as feridas...

Sónia M. disse...

Isto sim é um grito de raiva que sai da alma...
Fiquei presa até à última palavra!

Beijos meus
Sónia

Priscila Rodrigues disse...

Lindalva: Como eu disse a um amigo: Usaram, estragaram, e agora querem me devolver. Se isso foi obra da vida, foi um erro cruel e sangrento. Bom.. sem mais pq esse assunto me faz mal, rs. Obrigada pela visita e pelas palabras. Bjos ♥

Sonia: Isso mesmo, Flor, um grito. Bom te ver aqui. Bjs ♥

Lynce disse...

Lindoooo...e com muito tesão à mistura...
Mentiria se não dissesse que este teu épico e sublime poema me deixou o cacete a latejar...
Adoro você, lindona!
Beijinhos

Priscila Rodrigues disse...

Hahaha.. sempre alerta o gajinho ai, rs. Também adoro vc, Lynce.
Beijokas ♥

✿ chica disse...

Puxa! A partir da imagem, um banho de inspiração! Linda! beijos,ótima semana!chica

Tetê disse...

Pri, infelizmente é assim mesmo, a gente só se dá conta do bem que perdeu depois de ter levado umas lambadas da vida. Às vezes dá tempo de encontrar a porta aberta prá voltar... às vezes, a porta já fechou! Mas, não deixa o ódio trancar seu coração não! Bjks Tetê

Priscila Rodrigues disse...

Chica: Fico feliz em te ver por aqui.

Tetê: É uma realidade, porém só um momento.. Passou! Uffa, rs.

Bjitos ♥

Everson Russo disse...

Um forte desabafo que nos prende,,,nos mostra a força de um amor...ou os desejos que ele provoca,,,e mais...o tanto que jamais iremos entender o tal sentimento louco que nos acontece...beijos de bom dia pra ti amiga.

Meu Jardim disse...

Amor e ódio, lado a lado...
Belo texto Pri, quanta sensiblidade!
Beijos amada =)
Paz!

Priscila Rodrigues disse...

Everson: Adorei a colocação das palavras ;)

Lú (Meu Jardim): É bem isso "amor e ódio", enfim.. ;)

Bjinhos ♥

rory disse...

nice blog...